Fertilidade Masculina

Confira essas Dicas!

Veja tudo sobre Fertilidade masculina – É um assunto polêmico, porém com grande utilidade para aqueles que querem ter filhos.

Primeiramente, a maioria das pessoas se preocupa, com formas de prevenir uma gravidez.

No entanto, quando um casal finalmente decide ter um filho, vê que muitas vezes, o projeto não é tão fácil quanto imaginava.

Sendo assim, para o casal que decide engravidar, é importante fazer todos os exames, para checar se está tudo certo tanto no corpo da mulher, quanto do homem.

Muitas vezes, o homem tem algum problema com os espermatozoides e nem sabe.

Por isso, é bom ficar atento as dicas que iremos mostrar.

Nesse artigo, iremos falar sobre a fertilidade masculina, a infertilidade, como saber se o homem pode ter filhos, exames e muito mais.

Portanto, se você pretende ter um bebê, não deixe de ler o artigo até o final.

Então, veja o que temos sobre a fertilidade masculina:

O que é fertilidade masculina

A fertilidade masculina, é a capacidade que o homem tem de gerar filhos, de produzir espermatozoides saudáveis.

Infelizmente, na maioria das vezes, a investigação no homem só é iniciada, quando as dificuldades para engravidar são percebidas pelo casal.

Sendo assim, acabam procurando o médico ginecologista, para exames de rotina.

No entanto, muitos casais estão adiando a gravidez, levando à diminuição das chances de gestação, quando a mulher completa 35 anos.

Sendo assim, recomenda-se, que o homem faça uma investigação de sua fertilidade, antes mesmo de decidir programar um filho.

Uma boa avaliação da fertilidade masculina, inicia-se com o histórico do paciente, seus antecedentes e espermograma.

Outros exames podem ser necessários, quando houver um histórico suspeito ou um espermograma alterado.

Na prática, a primeira avaliação é sempre feita por esse exame, incluindo a pesquisa de infecções e às vezes, a capacitação espermática.

No entanto, se você já é papai, saiba do direito do salário maternidade – Clicando aqui.

Algumas das causas da infertilidade masculina

Em primeiro lugar, vamos mostrar algumas das causas de infertilidade masculina.

No entanto, são várias, mas iremos mostrar as principais.

Assim, a primeira causa de infertilidade masculina, é a baixa produção ou a produção inadequada de espermatozoides.

Sendo assim, decorrente de alterações hormonais, varicocele ou processos infecciosos e inflamatórios.

No entanto, uma vez reconhecidos, podem ser revertidos com tratamento médico adequado.

Veja alguns problemas de Fertilidade Masculina

Varicocele

O aparecimento da varicocele, que são as varizes que aparecem no cordão espermático, podem atrapalhar a produção dos espermatozoides.

Isso porque, essas varizes, fazem com que a temperatura escrotal e intratesticular aumentem, acarretando alterações na produção dos gametas.

Entretanto, 60% dos portadores da doença, não apresentam nenhuma alteração da fertilidade.

Os outros 40% em geral, são inférteis.

Tabagismo

Em relação, aos fatores comportamentais que podem comprometer a fertilidade, alguns requerem atenção especial, como o tabagismo.

Hoje, 35% dos homens em idade reprodutiva fumam, o que pode influenciar negativamente, nas chances de sucesso de uma gravidez.

Sendo assim, o tabagismo masculino, está associado à redução na qualidade do sêmen.

Afetando também, concentração de espermatozoides, motilidade, morfologia e efeito potencial na função espermática, além das alterações nos níveis hormonais.

Sendo assim, é recomendado, que àqueles indivíduos que apresentam sêmen de qualidade baixa e história de infertilidade, que deixem de fumar.

Assim, para que haja uma melhora na qualidade do sêmen, com a interrupção do tabagismo.

Uso de drogas e medicamentos

A prática sexual sem o uso de preservativos, também é apontada pelo médico, como um dos fatores que podem levar à infertilidade, devido às doenças sexualmente transmissíveis.

Outro comportamento muito habitual, é muitas vezes, o abuso de álcool e drogas.

Assim, como a maconha, que afeta diretamente o funcionamento dos gametas masculinos.

Além disso, o uso de anabolizantes, também prejudica o funcionamento dos testículos.

Resultando, em uma produção de espermatozoides com baixa capacidade de fecundação.

Em 20% dos casos, esse bloqueio que o espermatozoide sofre por conta do anabolizante, é definitivo como irreversível.

Alguns medicamentos, também podem causar danos à saúde reprodutiva, como para tratamentos de:

  • Gastrites;
  • Úlceras;
  • Hipertensão arterial;
  • Infecções por fungos.

Há também, um medicamento muito usado para combater a queda de cabelo, a finasterida, que provoca diminuição do número de espermatozoides.

Principalmente, naqueles que têm fatores de risco associados, como obesidade e varicocele, porém, é um efeito colateral reversível.

Obesidade

A obesidade e o sobrepeso, bem como as dietas e a prática de exercícios exagerado, também contribuem para uma baixa na taxa de fertilidade masculina.

Pois, provocam uma diminuição do número de espermatozoides.

O estresse é outro fator relevante

Nos homens, o estresse causa problemas de impotência, dificuldades de ejaculação e alterações na qualidade dos espermatozoides.

Exame de fertilidade masculina

Como saber se o homem pode ter filhos, é a pergunta mais frequente em consultórios.

O exame mais conhecido, para ver a fertilidade masculina, é o espermograma.

O espermograma, informa ao urologista, o número de espermatozoides que o homem ejacula.

O normal, é ter 20 milhões de espermatozoides por mililitro de esperma e que 50% deles, sejam móveis.

Isto é, tenham a capacidade de sair da vagina e chegar à trompa, para encontrar o óvulo.

Entretanto, vinte milhões não é um número absoluto, muitos homens com número menor de espermatozoides, conseguem engravidar uma mulher, se ela for jovem e fértil.

Como depois dos 35 anos, a fertilidade feminina começa a cair, aí sim, o homem tem de produzir espermatozoides em quantidade e qualidade adequada.

O espermograma, é feito com a coleta do esperma, através da masturbação, após 2 a 3 dias de abstinência sexual, ou conforme a orientação médica.

Deve ser colhido pela manhã, no laboratório, hospital ou no domicílio, quando autorizado pelo médico.

Outro exame, que pode ser feito para verificar a fertilidade masculina, é o teste de fertilidade vendido em farmácias.

Esse teste, é novo no mercado, porém, tem se mostrado bem eficaz.

Custa, em média de R$40,00 a R$80,00 dependendo da marca.

Vitaminas para fertilidade masculina

Os suplementos de vitamina C, vitamina D, zinco, tribulus terrestris e Ginseng indiano, podem ser indicados para aumentar a produção e a qualidade dos espermatozoides.

Estes, podem ser encontrados em farmácias e drogarias e não precisam de receita médica, para serem comprados.

Mas para observar os resultados, é aconselhado consumir a dose indicada, todos dos dias, durante no mínimo 2 meses.

Vitamina C

Consumir diariamente boas doses de vitamina C, é uma excelente estratégia para aumentar a testosterona, melhorando a força, vigor e a produção de espermatozoides.

Além de comer mais alimentos ricos em vitamina C, como laranja, limão, abacaxi e morango, também pode-se tomar 2 cápsulas de 1g cada, de vitamina C diariamente.

A vitamina C, é indicada porque ela combate o estresse oxidativo, que surge com a idade e em caso de doenças, que está relacionada a diminuição da fertilidade masculina.

Assim, seu consumo regular, desinflama as células e potencializa a saúde dos espermatozoides, aumentando sua motilidade e produção de espermas sadios.

Vitamina D

O suplemento de vitamina D, também é uma boa ajuda para combater a infertilidade masculina sem causa aparente, porque aumenta os níveis de testosterona.

Sendo assim, tomar 3.000 UI de vitamina D3 todos os dias, pode aumentar os níveis de testosterona em cerca de 25%.

Zinco

O zinco em cápsulas, também é uma boa ajuda para melhorar a produção de espermatozoides, principalmente, em homens com deficiência de zinco e que praticam muita atividade física.

Ele é indicado, porque a falta de zinco, está relacionada à baixos níveis de testosterona, má qualidade de esperma e aumento do risco de infertilidade masculina.

Tribulus terrestris

O suplemento do tribulus terrestris, pode ser usado para melhorar a qualidade dos espermatozoides, porque ele aumenta a testosterona e melhora a função erétil e o libido.

Por isso, é recomendado tomar 6 gramas de tribulus terristris por dia, durante pelo menos 3 meses.

Ginseng indiano

O suplemento de Ashwagandha, também é uma boa opção para melhorar os níveis de espermatozoides saudáveis e com boa motilidade.

O consumo diário, por cerca de 2 meses, é capaz de aumentar a produção de espermatozoides, em mais de 150%.

Além disso, melhora sua motilidade e aumenta o volume do sêmen.

Nesse caso, é recomendado tomar 675 mg de extrato de raiz de ashwagandha por dia, durante cerca de 3 meses.

Portanto, se você está planejando ter um bebê, é importante começar a tomar as vitaminas o quanto antes.

Assim, quando o casal for ter relações, os espermatozoides estarão com boas condições para fecundar o ovulo.

Portanto, se o artigo foi interessante para você, clique no botão CURTIR e em seguida COMPARTILHE com seus amigos. Assim, estará ajudando mais pessoas e tornando o mundo melhor.

você pode gostar também

Esse site usa cookies. Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade